Meias no Chão

Íamos só dar uma olhadinha, mas pegamos no colo. Enquanto nos acostumávamos com a ideia, alguém mais determinado a pegou no colo, e levou para casa.

Já faz algum tempo que pensamos em adotar uma cachorra. Ouvimos em todas as feiras a bronca-padrão: vocês não podem abandoná-la quando ela ficar grande demais para o apartamento! Vocês não podem mudar de ideia. Que ideia…

Como entender que haja alguém que não entenda? Que pega um filho de quatro patas e leva para dar uma volta sem volta pela estrada? Que adota um filhote para suprir a própria carência e se esquece de que serão dez, quinze, dezoito anos de sua vida – a vida inteira do animal? A vida inteira, entendeu?

Enquanto pensávamos nessa vida inteira, perdemos o momento e perdemos a pequena vira-lata caramelo despenteada que nos abraçara, nos lambera e nos quisera. Curioso: eles que nos escolhem. Uns apenas aceitam o colo, tremendo, outros se agarram a você, mas poucos olham nos olhos e pedem com jeitinho. Ela pedira com jeitinho. Ganhara até um nome provisório e secreto entre nós: Chun Li. Chun Li por suas orelhas espevitadas que lembravam lacinhos.

Voltamos para casa sem ela, desolados, aliviados e um passo mais próximos de nossa companheira – aquela que vai dar bom dia com lambidas ansiosas e boa noite com o rabo abanando, que vai ficar ao meu lado enquanto escrevo estas crônicas e vai brincar na praça todas as noites. Vai também morder os móveis e encher a casa de pêlos, mastigando possivelmente tudo o que estiver ao seu alcance. Sim, sabemos disso.

Pensando bem: se os próximos quinze anos vão começar agora, é melhor que eu tire primeiro estas meias do chão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s