Assunto: este e-mail é seu?

Olá. Meu nome é Juliana e, provavelmente, o seu também.

Pergunto se este e-mail é seu porque, veja bem, ele é meu também. Alguns meses atrás comecei a receber mensagens de pessoas que eu não conhecia, sobre assuntos que eu não entendia, e fiquei desconfiada. Sabe, eu não moro no Rio Grande do Norte, não me inscrevi em nenhuma SmartFit (e depois desisti) e ninguém tão próximo de mim faleceu neste ano – sobre isso, aliás, sinto muito.

Notei que o e-mail que eles digitavam era “julianavarella@” e o meu, é “juliana.varella@”. Um pontinho só, está aí! Era só um erro… Mas fui pesquisar. E o Google me garantiu que pontos não fazem diferença nenhuma e que todas as versões de um endereço pertencem à mesma pessoa. Então me pergunto, Juliana: a qual de nós pertencem essas contas? Se for você, já peço desculpas pela bagunça. Pelo menos só recebo um ou dois recados em seu nome por mês, enquanto você… É, você se deu mal.

É claro que há mais de uma explicação possível para a situação: ou estamos realmente dividindo a casa, ou as pessoas estão errando seu e-mail o tempo todo (seria “julianavarela”? “juliavarella”?), ou, quem sabe ainda, você andou passando seu endereço errado de propósito. Espertinha.

Se a primeira opção for realmente o caso, como será que você está se sentindo com essa novidade de ser parte de um mailing de imprensa? Sei que você não mora em São Paulo, então a maior parte dos convites são inúteis pra você, mas será que tem se interessado mais pelas estreias de cinema? Será que gostou de saber que a HBO ia lançar o “The Tale” no Brasil, ou que “Bingo” levou 15 indicações no GP do Cinema Brasileiro? Não? Você nem sabe o que é “The Tale”?

Bem, agora que nos conhecemos, aproveito para pedir que você não responda a nenhum dos meus e-mails. Sabe como é, precisamos colocar alguns limites nesta relação. Então, pode olhar à vontade que eu não ligo, mas não vá tentar se passar por mim porque eu vou saber e a coisa vai ficar feia, certo? Nada pessoal. Farei o mesmo por aqui. Por outro lado, se quiser conversar sobre o que quer que seja, desabafar… Saiba que eu não tenho preguiça de ler e-mails longos nem de respondê-los com textos mais longos ainda. Você deve ter percebido, né?

Agora, se não for esse o caso e essas pessoas só estiverem mesmo digitando seu endereço errado, então é melhor eu me despedir, porque não há ninguém do outro lado da linha. Mesmo assim, desejo a você, minha xará e amiga imaginária, muito sucesso nessa sua vida misteriosa. Talvez a gente se veja um dia por aí. Talvez não. Talvez seja melhor não.

Boa sorte com a academia, o trabalho, o funeral, boa sorte com tudo. E, se puder, por favor não passe mais o endereço errado para os colegas. É feio e a Juliana de São Paulo agradece.

Tenha um bom dia.

Um comentário em “Assunto: este e-mail é seu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s