Rapidinhas (11 a 17 de dezembro)

Bom dia, pessoal!

Fim de ano é uma época de poucas notícias e muitas retrospectivas, muitas estreias e poucas novidades. No Rapidinhas de hoje, vamos preparar o coração para os primeiros selecionados ao Oscar 2019, repensar alguns conceitos na eterna briga do cinema contra a Netflix e chorar junto com os produtores do que pode se tornar o maior fracasso de bilheterias do ano! Aproveite para conhecer alguns filmes que vêm por aí e entre em 2019 bem informado.


5. As listas antes das listas

Shoplifters

Dezembro é aquele período em que a corrida do Oscar vai se fechando e os brasileiros começam a perceber que ainda não tiveram a chance de ver todos os favoritos, alguns dos quais só começam a desembarcar por aqui às vésperas da premiação e outros, que são essencialmente ignorados pelas distribuidoras. Na última segunda-feira (17), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou suas aguardadas pré-listas, com uma seleção de candidatos às categorias técnicas e “secundárias” (aquelas menos prestigiadas do que Melhor Filme, Direção, Roteiro ou Atuação), incluindo a de Melhor Filme Estrangeiro. Spoiler: o Brasil, com seu “Grande Circo Místico”, ficou de fora mais uma vez.

A concorrência, aliás, está bem forte na categoria, que inclui o japonês “Assunto de Família”, vencedor da Palma de Ouro; o sul-coreano “Em Chamas”; o dinamarquês “Culpa”; o libanês “Capernaum”; o polonês “Guerra Fria” e o mexicano “Roma”, que já está disponível na Netflix para quem quiser conferir. Veja as listas completas aqui.


4. Tela grande, tela pequena

cinema

Quem diz que a Netflix vai acabar com os cinemas não está prestando atenção. Um estudo conduzido pelo grupo EY’s Quantitative Economics and Statistics nos Estados Unidos concluiu que as pessoas que mais frequentaram os cinemas no último ano também foram as que mais consumiram conteúdo no streaming. Paralelamente, as que assistiram a apenas um ou dois filmes no período também tiveram um consumo menor no streaming, mostrando que os hábitos têm mais a ver com o gosto por filmes em geral do que por um formato ou outro, mesmo que os valores do streaming sejam mais baratos.

As pessoas que mais frequentaram os cinemas no último ano também foram as que mais consumiram conteúdo no streaming.

Vale notar, porém, que esse estudo levou em conta uma população que, em sua grande maioria (80%), tem o costume de ir ao cinema pelo menos uma vez ao ano. No Brasil, essa porcentagem cai para 64%, segundo pesquisa realizada em julho.


3. Meeedo

unnamed

Quando Jordan Peele estava divulgando seu suspense satírico-social “Corra”, em 2017, o diretor e roteirista anunciou que estava só começando. Aliás, ele deixou claro que pretendia lançar toda uma série do que passou a ser conhecido como “social thrillers”, sempre trabalhando a questão dos conflitos raciais com uma pegada de terror e humor ácido.

Pois a promessa começou a ser cumprida com a chegada do primeiro pôster de “Nós”, longa que deve ser lançado já em 2019. O filme, que tem no elenco Lupita Nyong’O, Elizabeth Moss e Winston Duke, conta a história de uma família que vai passar as férias numa casa de campo e recebe visitas inesperadas – algo na linha de “Mãe!” ou “Violência Gratuita”. Os detalhes ainda são um mistério, mas o pôster não sugere nada muito leve…


2. Elfos no subúrbio

onward

Totalmente diferente é a proposta de “Onward”, animação da Disney-Pixar que promete ser lançada em 2020 (a Pixar é famosa por adiar seus projetos indefinidamente, então não colocaremos nossas mãos no fogo). O filme acompanha dois irmãos elfos que vivem num “mundo de fantasia suburbano” (curiosa para saber o que isso significa) e partem numa jornada para descobrir se ainda existe magia no mundo. Se a premissa parece fofa, melhor ainda é o elenco de vozes: Chris Pratt, Tom Holland, Julia Louis-Dreyfus e Octavia Spencer já estão confirmados. A direção é de Dan Scanlon (“Universidade Monstros”).


1. Uns com tanto, outros tão pouco…

spider

A maior bilheteria do fim de semana nos EUA ficou com a animação “Homem-Aranha no Aranhaverso”, que estreou com respeitáveis US$ 35,3 milhões – longe dos números de um blockbuster de super-herói, mas recordista entre as animações lançadas em dezembro. Quem chamou a atenção, porém, foi o pipocão “Aquaman”, que já somou mais de US$ 260 milhões no circuito mundial sem sequer ter estreado em casa e se tornou a maior abertura da Warner na China, com US$ 94 milhões apenas no primeiro fim de semana. No Brasil, o filme teve a terceira melhor estreia do ano, atrás de “Vingadores: Guerra Infinita” e “Pantera Negra”.

engines

Por outro lado, vocês se lembram daquele filme produzido pelo Peter Jackson (mas não dirigido), que lembrava um mix de “Castelo Animado” e “Mad Max” e estrelava uma Londres comedora de cidades? Pois o longa, chamado “Máquinas Mortais”, estreou nos EUA com embaraçosos US$ 7,5 milhões, diante de um orçamento de US$ 100 milhões, e está caminhando para se tornar o maior fracasso comercial do ano. Por aqui, o filme estreia no dia 10 de janeiro, brigando de frente com “Homem-Aranha no Aranhaverso”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s