Treinando francês com Omar Sy

Salut, mes amis! Acordei afrancesada. É que comecei ontem uma série deliciosa e, mesmo não tendo terminado ainda (vi dois episódios), vim dividir essa dica com vocês. Chama Lupin e, como podem imaginar, é francesa. Nova na Netflix, ela já está virando um pequeno fenômeno na internet, ao menos na minha timeline, e o fato de termos só cinco episódios disponíveis provavelmente ajudou com o burburinho. Pelo que entendi, o que o streaming liberou foi apenas a primeira parte da primeira temporada, e não há previsão de estreia da continuação… É tortura que chama, né? Sejamos fortes.

Pois ouvi falar de Lupin há poucas semanas e a presença do ator Omar Sy me fez colocá-la na minha lista de prioridades. Não que ele tenha um critério super apurado para eleger trabalhos, mas seu carisma faz qualquer filminho meia-boca ficar um pouco mais interessante, e fazia tempo que não o via num papel principal. Além disso, o tema era atraente: Sy interpreta um ladrão sofisticado, que se inspira nas histórias do personagem Arsène Lupin (um clássico francês que, até então, eu só conhecia como protagonista de anime* e lobisomem**) para realizar assaltos cuidadosamente planejados e enganar todo mundo, à lá Onze Homens e Um Segredo. De quebra, eu ainda podia usar a série para praticar meu francês. Só vi vantagens, não?

Ainda assim, me surpreendi. Acontece que esperava uma série bobinha com assaltos, desventuras e um romancezinho, e encontrei uma história muito mais significativa sobre imigração (o personagem de Sy é filho de senegalês, como o próprio ator), desigualdades e relações familiares, que inclui seus assaltos como atos políticos – mesmo que o “político”, aqui, seja numa primeira vista uma questão bastante pessoal. Vale dizer que as manobras desse “Lupin” são de uma mirabolância irresistível, devidamente absurdas e cheias de sacadas espertas para que se tenha, no tempo curto de um episódio, um pouco de tensão, um tanto de curiosidade e aquele sorrisinho de satisfação e alívio quando tudo se revela no final. Nada muito complexo, mas suficientemente divertido e bem feito.

Portanto, allez allez, on se dépêche! Simbora se apressar para ver essa novidade e aprimorar, você também, o seu francês e sua consciência social. E, se quiser um empurrãozinho para entender as expressões, indico os perfis @avecelisa, @francescomcrisdeta e @oui.frenchie no Instagram, que estão usando a série para dar dicas de vocabulário.

À plus tard!

*Do mangá Lupin III que inspirou o longa O Castelo de Cagliostro, de Hayao Miyazaki.

**O personagem Remus Lupin, de Harry Potter.

4 comentários em “Treinando francês com Omar Sy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s