Estreias de setembro no streaming e nos cinemas

Cinemas

Novo longa do Universo Marvel, “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” estreia no início do mês apenas nos cinemas

2 de setembro
Shang-Chi e a lenda dos dez anéis
O matemático
Bagdá vive em mim
Uma noite de crime – A fronteira
King Kong em Asunción
After – Depois do desencontro
O palhaço, deserto

9 de setembro
Um casal inseparável
O bom doutor
Suk suk – Um amor em segredo
Patrulha Canina – O filme
Cidadãos do mundo
De volta para casa
Por que você não chora?
Danças negras
A última floresta
Maligno

16 de setembro
Los lobos
Aranha
Cry macho – O caminho para a redenção
O jardim secreto de Mariana
Escape room 2 – Tensão máxima
Zimba
Mate ou morra
Filho-mãe
Reação em cadeia

“O Matemático” conta a história real de um jovem judeu polonês que se envolve no desenvolvimento das primeiras bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial

23 de setembro
Oasis Knebworth 1996
Nada é por acaso
A abelhinha Maya – E o ovo dourado
A dona do barato
O silêncio da chuva
No ritmo do coração
A chorona
A garota da moto

30 de setembro
007 – Sem tempo para morrer
Ainbo – A guerreira da Amazônia
A casa sombria
O direito de viver
Meu fim. Seu começo.
DNA
The Georgetown Project
Mar de dentro

Netflix

Quinta temporada do fenômeno espanhol “La Casa de Papel” chega à Netflix no dia 3 de setembro

1º de setembro
The 100 (série – temporada 7)
Kuroko no Basket: Temporada 3 (anime)

2 de setembro
Força-Queer (nova série)
Esticando a festa (filme)

3 de setembro
La Casa de Papel (série – Parte 5, Volume 1)
Quanto vale? (filme)
Tubacão (infantil)
Clube de Mergulho (infantil) 

6 de setembro
Slender man – pesadelo sem rosto (filme)
Inspiration4: Viagem Estelar (série documental)

Boas novas para quem acompanha a série “Brooklyn 99” pela Netflix: a sétima e penúltima temporada (finalmente) estreia em setembro

7 de setembro
Untold: Federer x Fish (documentário)
Kid Cosmic: Temporada 2 (infantil)
Octonautas: Missão Planeta (infantil) 

8 de setembro
The Circle: EUA (série – temporada 3)
Noite adentro (série – temporada 2)
JJ+E (filme)
PJ Masks – Heróis de Pijama: Temporada 3 (infantil)

9 de setembro
Amores brutos (filme)
Irmãos de Sangue: Muhammad Ali e Malcolm X (documentário)

10 de setembro
Lúcifer (série – temporada 6)
Caça invisível (filme)
Kate (filme)
Nós (filme)
Yowamushi Pedal Grande Road (anime)
Yowamushi Pedal (anime)

12 de setembro
O protetor 2 (filme)

13 de setembro
Brooklyn 99 (série – temporada 7)

14 de setembro
Você Radical – Amnésia (infantil)
A StoryBots Space Adventure (infantil) 

15 de setembro
Mandou bem (série – temporada 6)
Brincando com fogo: América Latina (série – episódios semanais)
Schumacher (documentário)
Noitários de Arrepiar (infantil) 

A terceira temporada da série teen “Sex Education” estreia com 8 episódios cheios de novidades, como nova diretora e novas regras na escola

16 de setembro
Final Space (série – temporada 3)
Meus Heróis Eram Cowboys (documentário)
He-Man e os Mestres do Universo (infantil)

17 de setembro
Sex Education (série – temporada 3)
O pai que move montanhas (filme)
BAC nord: sob pressão (filme)
Tayo and Little Wizards: Temporada 1 (infantil) 

20 de setembro
Superstore: Uma loja de inconveniências (série – temporadas 1 a 5)

21 de setembro
Amor no espectro (série – temporada 2)
Go! Go! Cory Carson: Chrissy Assume a Direção (infantil)

22 de setembro
Cara gente branca (série – volume 4)
Jaguar (nova série)
Confissões de uma garota excluída(filme) 
Intrusion (filme)

23 de setembro
Rainbow High: Parte 2 (infantil)

24 de setembro
Sangue e água (série – temporada 2)
Missa de meia-noite (nova série)
Um ninho para dois (filme)
My Little Pony: Nova Geração (infantil) 

28 de setembro
Attack of the Hollywood Clichés! (documentário)
Ada Batista, cientista (infantil)

29 de setembro
O homem das castanhas (nova série)
Ninguém sai vivo (filme)
Fomos canções (filme)

Belas Artes à la Carte

Com Robin Wright e diretor de “Valsa com Bashir”, “O Congresso Futurista” antecipa questões da atualidade como a digitalização de atores e a obsessão por vidas falsas no mundo do entretenimento

2 de setembro
Brazil: O filme
Complicações do amor
O tempo é uma ilusão
O congresso futurista
Poeta de sete faces
O que é cinema?

9 de setembro
Tigerland – a caminho da guerra
Armadilha do destino
Fogo por sobre a Inglaterra
Quem matou Lady Winsley?
Jorge, um brasileiro

Clássico de Eduardo Coutinho, “Cabra Marcado para Morrer” é um documentário iniciado nos anos 60 e finalizado vinte anos depois, mostrando as consequências da Ditadura Militar na vida de uma família

23 de setembro
Q&A, sem lei, sem justiça
Regras não se aplicam
Fugitivo da guilhotina
Guerra ao terror
Antonio Meneses – câmera e o violoncelo

24 de setembro
Cine Clube Italiano – O último prosecco (gratuito)

30 de setembro
Vítimas do poder
Gangue de ladras
Para sempre e um dia
Crepúsculo do caos
Cabra marcado para morrer

Disney Plus

Cãozinho de “Up – Altas Aventuras” ganha os holofotes com a nova série de curtas “A Vida de Dug”

1º de setembro
A vida de Dug (série de curtas)
Acampados (série – temporada 4)
Wild Argentina (série – temporada 1)

3 de setembro
Happier than ever: uma carta de amor para Los Angeles (filme-concerto)
As aventuras de André e Wally B. (curta)
Tin Toy (curta)

8 de setembro
Doogie Kamealoha: Doutora precoce (nova série)

10 de setembro
SparkShort: Vinte e poucos (curta)

15 de setembro
Amor mio (série – temporadas 1 a 4)
Yukon – plantão veterinário (série – temporada 7)

17 de setembro:
SparkShort: Nona (curta)
O sonho de Red (curta)
Mio fratello Rincorre i dinossauri
Marley e eu
La ola sin fronteras
Tumbas inundadas do Nilo (documentário)
Disney’s Broadway hits at London’s Royal Albert Hall

A cantora Billie Eilish apresenta o filme “Happier than ever”: uma experiência audiovisual construída em torno de seu último álbum, de mesmo nome

22 de setembro
Star Wars Visions (nova série)
Herdeiros da noite (série – temporada 1)
Spidey and his amazing friends (série – temporada 1)
Marvel’s Spider-Man: maximum venom (série – temporada 1)
Gigantosaurus (série – temporada 1)
Zeke e Luther (série – temporadas 1 a 3)
Segredos do fundo do mar (série documental – temporadas 1 e 2)

24 de setembro
Spark Story: Tudo começa com uma ideia (documentário)
Amazônia eterna (documentário)
Robôs

29 de setembro
Mafalda (curtas)
Miraculous: as aventuras de Ladybug (série – temporada 2)
Zorro (série – temporadas 1 e 2)
Nat Geo Lab (série – temporada 2)

Amazon Prime Video

Camila Cabello interpreta a protagonista na nova versão de “Cinderela”, original para a Amazon Prime. O musical tem uma pegada contemporânea, canções pop, e mostra a personagem lutando pelo sonho de se tornar uma grande estilista

1º de setembro
Uma pitada de amor
Mistério na TV: Um assassino em questão
Mais que vencedores

3 de setembro
Cinderela

5 de setembro
Fear the Walking Dead

7 de setembro
Late night

10 de setembro
LuLaRich
The Voyeurs
Viajantes: Instinto e desejo

14 de setembro
Downtown Abbey

15 de setembro
Zumbilândia: Atire duas vezes

Dupla de filmes inspirados no caso Richtofen (“A menina que matou os pais” e “O menino que matou meus pais”) não chegou a estrear nos cinemas e sairá direto no streaming pela Amazon Prime

15 de setembro
O jogo das chaves

17 de setembro
Everybody’s talking about Jamie
O tempo com você

24 de setembro
Birds of paradise
Goliath
Savage x Fenty show
A menina que matou os pais + O menino que matou meus pais
The courier

Reserva Imovision

Reserva Imovision lança sete filmes do cineasta chinês Ye Lou, incluindo o suspense “Mystery”, que abriu a sessão Un Certain Regard em Cannes em 2012

2 de setembro
Ataque de pânico

3 de setembro – Coleção Ye Lou
Massagem cega
Os amantes do rio
Mystery
Febre de primavera
Palácio do verão
Borboleta púrpura
Amor e dor

9 de setembro
Veredito

10 de setembro – Cinema italiano
Incompreendida
Capital humano
Minha filha
Almoço em agosto

16 de agosto
Andaimes

17 de agosto – Trilogia Paraíso
Paraíso: Amor
Paraíso: Fé
Paraíso: Esperança

Filmes latino-americanos, como o uruguaio “A outra história do mundo”, ganham destaque na programação de setembro

23 de agosto
Love express. O desaparecimento de Walerian Borowczyk

24 de agosto – Visões originais sobre a América Latina para ampliar a sua
Soy Cuba
O último comandante
A outra história do mundo

30 de setembro
A cada momento

Telecine 

Com Jodie Foster, Tahar Rahim e Benedict Cumberbatch, “O Mauritano” foi um dos destaques da temporada pré-Oscar e rendeu a Foster um Globo de Ouro

2 de setembro
A Nuvem Rosa
We Need To Talk About A.I

4 de setembro
2 Corações

5 de setembro
IT: Capítulo Dois

6 de setembro
Esquadrão Tigre

7 de setembro
Perdas e Danos

8 de setembro
Acampamento do Pecado

9 de setembro
Acrimônia – Ela Quer Vingança

11 de setembro
O Mauritano

13 de setembro
É Para o Seu Próprio Bem

14 de setembro
American Pie Apresenta: Meninas ao Ataque

15 de setembro
Um Funeral em Família

19 de setembro
Um Casal Inseparável

20 de setembro
Amor no Dia dos Namorados

22 de setembro
A Cinco Passos de Você

24 de setembro
Feitiço

28 de setembro
Casamento Australiano

30 de setembro
Bem-vindo à Morte Súbita

Cinema Virtual

Em “Mentira nada inocente”, uma estudante finge ter câncer para arrecadar dinheiro e atrair oportunidades

2 de setembro
Amores rebeldes
1942 – a batalha desconhecida

9 de setembro
Quem matou Lady Winsley?
Mentira nada inocente

16 de setembro
A pequena guerreira
O falsificador

23 de setembro
A deusa dos vagalumes
Rainha de espadas

30 de setembro
Sem suspeitas
Entre irmãos

Looke

“O pássaro pintado” narra a jornada de uma criança que, enviada para morar com parentes durante a Segunda Guerra Mundial, decide retornar para casa

2 de setembro
Meu extraordinário verão com Tess
O sapo não lava o pé e muito mais

8 de setembro
SNU – A história de amor que mudou Portugal
Paris Pigalle – o amor é uma festa

15 de setembro
O pássaro pintado
A escolha

22 de setembro
Valan – Vale dos anjos
Com amor, Alasca

29 de setembro
O último rei da Sérvia
Filhos da tempestade

Abe – diretor brasileiro harmoniza gastronomia, adolescência e conflitos milenares em filme que abraça

Desde que montei minha pequena lista de filmes sobre cozinheiros, novos títulos gastronômicos têm aparecido por todos os lados, como se zombassem do fato de que não esperei uma semaninha ou duas para incluí-los. Sabor da vida, por exemplo, estreou recentemente na Filme Filme, lembrando-me de finalmente vê-lo; Tomates verdes fritos entrou no catálogo do Sesc Digital (até 30/09 aqui); e, agora, Abe chega aos cinemas depois de pelo menos dois anos de espera. Mas a verdade é que fico feliz com tanta abundância – ando percebendo o quanto esse tipo de filme é, intrinsecamente, feel good, e quem não precisa de um pouco de otimismo hoje em dia?

Pois Abe foi uma surpresa deliciosa e já é um dos meus favoritos do ano. Dirigido pelo brasileiro Fernando Grostein Andrade, o filme abraça intensamente a ideia do diálogo entre culturas, e expressa esse encontro por meio da gastronomia. Para contar essa história (doce, mas complexa), ele une as forças do ator americano Noah Schnapp, mais conhecido como o Will de Stranger Things, às do músico e ator brasileiro Seu Jorge.

Schnapp, protagonista e narrador, vive o adolescente Abe, do título. Ou Abraham, ou Ibrahim. É que, apesar de nascido nos Estados Unidos e ser um autêntico nova-iorquino, ele é descendente, de um lado, de judeus-israelenses, e, do outro, de muçulmanos-palestinos: uma verdadeira bomba genética. Seus pais, é fato, são ateus, mas isso não ameniza em nada a tensão que se forma a cada jantar com os parentes – até amplifica. 

Abe, influenciado pela avó recém-falecida, é apaixonado por comida e já se tornou o melhor cozinheiro na casa. Ele narra suas experiências gastronômicas na internet, por meio de uma conta no Instagram, enquanto tenta lidar com as pressões familiares fora da cozinha. Prestes a completar treze anos, o jovem começa a querer experimentar as tradições de seus avós – desde a celebração de um Bar Mitzvah até o desafiador jejum do Ramadã (uma dificuldade para quem gosta tanto de comer). Mas, a cada passo que dá de um lado, o outro se sente insultado. Como pertencer simultaneamente a dois mundos tão hostis um ao outro, sem deixar de se reconhecer, também, como americano?

Com poucos amigos e pais que não compreendem nem seu amor pela cozinha, nem sua curiosidade pelas raízes, Abe encontra no chef Chico (Seu Jorge) um mentor acidental. Alguém capaz de compreender a sensação de deslocamento que ele vive naquele momento. 

Os dois se conhecem durante uma busca de Abe pela receita perfeita de falafel – quando o garoto descobre o acarajé. Pequeno parênteses aqui para quem não está ligando os pontos: o acarajé é uma adaptação do falafel para terras brasileiras, possivelmente criado por escravos muçulmanos que substituíram o grão-de-bico por feijão. No filme, é explicado que palestinos e israelenses também preparam o bolinho de formas distintas – os primeiros adicionando favas, e os segundos, usando apenas grão-de-bico.

O longa pincela pequenas curiosidades como essa a cada cena, convidando o público a pensar a “fusão” como fazem os grandes chefs: como uma soma e não uma divisão. Algo capaz de gerar sabores inéditos, se bem harmonizado. A metáfora pode parecer ingênua, mas há uma sensatez na percepção de que, no final do dia, é na mesa de jantar que se confrontam as ideias, e é dentro de cada casa e cada pequeno núcleo familiar que se constroem os muros e as pontes mais fortes.

O tema, no que diz respeito às feridas mútuas entre Israel e Palestina, é espinhoso, mas ganha um tratamento respeitoso, mesmo que superficial o suficiente para manter o tom leve de um filme-família. Ao invés de negar as diferenças, Abe, como Abe, propõe o diálogo, a reflexão sobre origens e o reconhecimento de experiências comuns – coisa que exige certo conhecimento de História e Antropologia, ou ao menos disposição para aprender um pouco dos dois. E, assim, disfarçado de comfort food, o filme contrabandeia ideias subversivas como essa, e pode até convencer alguém de que religião, olha que heresia, se discute sim, e que estudar História (ou a história da gastronomia, pelo menos) pode mudar o mundo.

Ambicioso para um filminho tão fofo, não?

Estreias do fim de semana (30/07 a 01/08)

O que Shyamalan, Villeneuve e Oliver Stone têm em comum? Os três cineastas têm filmes estreando nos cinemas ou no streaming. Confira essas e outras dicas de filmes para ver neste fim de semana:

Tempo | Cinemas

O novo terror de M. Night Shyamalan, “Tempo”, traz uma família que vai passar as férias numa praia deserta, mas, chegando lá, todos começam a envelhecer rapidamente, vendo anos de suas vidas se esgotarem em questão de horas.

Polytechnique | Mubi

Um dos primeiros filmes de Denis Villeneuve, diretor de “A Chegada” e “Blade Runner 2049”, chega à Mubi neste fim de semana. Rodado em preto e branco, “Polytechnique” relembra o horror de um massacre que ocorreu na Escola Politécnica de Montreal em 1989.

Sem data, sem assinatura | Reserva Imovision

Nesta semana, o Reserva Imovision recebe quatro filmes iranianos, entre eles o aclamado “Sem data, sem assinatura”, de Vahid Jalilvand. O filme tem no centro um médico legista que se envolve num acidente de trânsito e oferece ajuda para um garotinho levemente ferido. Dois dias depois, porém, o menino aparece morto no hospital.

A Garota Desconhecida | Filme Filme

Já a Plataforma Filme Filme traz para o catálogo o drama francês “A Garota Desconhecida”, dos irmãos Dardenne. Adele Haenel interpreta uma médica que fica abalada depois de descobrir que uma mulher que ela não atendera, por chegar fora do horário da clínica, acabou morrendo. Tomada pela culpa, ela investiga a vida da mulher para entender o que aconteceu.

Judas e o messias negro | HBO Max

Estreia no sábado na HBO Max o filme “Judas e o Messias Negro”, vencedor de dois Oscars incluindo o de Melhor Ator Coadjuvante para Daniel Kaluuya. Ele interpreta o líder dos Panteras Negras Fred Hampton, que é traído por um membro do grupo, que atuava como informante para o FBI.

Assassinos por natureza | Belas Artes à la Carte

Escrito por Tarantino e dirigido por Oliver Stone, “Assassinos por natureza”, de 1994, chega ao Belas Artes à la Carte. Nele, Woody Harrelson e Juliette Lewis vivem dois jovens amantes que se tornam assassinos em série depois de terem vivido infâncias traumáticas, e acabam glorificados pela imprensa.

​​

Gostou? Confira a lista completa de lançamentos de agosto aqui.

Caros Camaradas! – passado escondido pela URSS volta à tona em drama ambíguo

Estreia neste fim de semana nos cinemas o representante russo ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2021, Caros Camaradas!. O longa não chegou à lista definitiva, mas fez parte dos 15 finalistas, e tem chamado atenção especial pelo nome que acompanha seu pôster: Andrei Konchalovsky, cineasta russo relativamente badalado nos anos 80 que, desde então, tem se dedicado a produções mais independentes – com as quais ele diz ter liberdade e não se preocupar com o sucesso comercial (como explicou em entrevista ao The Guardian). Como é bom ter dinheiro sobrando, né? 

Caros Camaradas!, de fato, parece se preocupar mais em estudar um momento histórico – uma greve brutalmente reprimida na cidade de Novocherkassk, em 1962, e mantida em segredo até recentemente – do que em conquistar o espectador. Nós, que só conhecemos uma pequena parte do que foi a União Soviética e suas experiências políticas, embarcamos na expectativa de encontrar, ali, uma narrativa imersiva que ajude a compreender num nível mais visceral as turbulências do período, como o cinema tantas vezes permitiu fazer. Contudo, o que encontramos é algo mais próximo de um livro didático: frio e excessivamente descritivo.

Konchalovsky, é verdade, adota um ponto de vista humano que facilita o percurso – o de uma mulher que é membro de uma espécie de cúpula local do Partido Socialista, mas que acaba sendo pessoalmente afetada pelas escolhas do então Secretário Geral Nikita Kruschev. Essa perspectiva se mostra o elemento mais interessante do filme: Lyuda (Yuliya Vysotskaya, esposa de Konchalovsky) traz uma ambiguidade que impede que a produção possa ser posicionada contra ou a favor de qualquer um dos lados em jogo. Ela abre o filme questionando o governo, mas logo se coloca como crítica ferrenha dos trabalhadores em greve, sugerindo, inclusive, uma repressão mais severa. Sob tudo isso, ela mantém um discurso de exaltação ao falecido Stálin, mas eventualmente questiona suas convicções quando vê que, na vida real, aliados e inimigos não são tão claros quanto na teoria.

Apesar disso, o longa se apoia demais em diálogos informativos, esforçando-se em descrever para o leigo um contexto bastante específico e complexo: o de um governo socialista que encara a insatisfação popular diante do aumento de preços dos alimentos. A crise escancara a hipocrisia de um sistema que se vende como coletivista, mas não consegue dialogar com o povo, e parece desprezar os trabalhadores (generalizados como “bêbados” e arruaceiros). Vê-se, ainda, um atrito entre os interesses do exército e da KGB, além do contraste entre a rebeldia de uma juventude que acredita na democracia e a teimosia de uma geração que lutou, na sua época, por um líder totalitário. 

Cada elemento desse complicado cenário é extensamente explicado, mas não necessariamente mostrado, vivenciado ou sentido. Até mesmo o ponto climático da ação – quando o estado ordena que se usem armas de fogo contra a população – vem com uma frieza mal colocada. No caso, não é o tipo de distanciamento que intensifica a dor, como em certos filmes que sugerem o horror pelo contraste ou pela ausência, mas sim um distanciamento de quem está olhando para o lugar errado, mais preocupado com a mensagem do que com seus personagens. A protagonista, no meio do caos, parece fugir das balas por obrigação, e reage de forma prática e quase robótica diante das mortes de colegas. Consequência do choque? Talvez. Mas falta definição na forma como a sequência toda é mostrada – ou se vai pelo lado da poesia, ou pela brutalidade. O meio do caminho só enfraquece o impacto.

Talvez essa didaticidade e esse distanciamento se devam ao fato de que o roteiro é co-escrito por Elena Kiseleva, uma jornalista que se embrenhou recentemente pelo cinema. O equilíbrio entre descrever e narrar é um desafio antigo da profissão, que frequentemente se esconde por trás do escudo da imparcialidade. No cinema, é preciso quebrar esse escudo ou se perde o espectador.

A perspectiva pessoal, felizmente, vai ganhando mais espaço na segunda parte do filme, quando Lyuda se desgruda do Comitê e parte numa missão paralela para encontrar sua filha, uma adolescente que se identifica mais com os manifestantes do que com a mãe. É especialmente sensível que o primeiro diálogo entre as duas, lá no início, tenha tido como tema um sutiã – Lyuda reprimia a filha por não usá-lo, enquanto essa criticava a mãe por ter um caso com um homem casado. Dos dois lados, estavam julgamentos sobre comportamentos considerados imorais, mas a geração mais jovem já reconhecia a futilidade e a hipocrisia do controle sobre o vestuário, talvez por influência dos movimentos feministas em ascensão na Europa e nos Estados Unidos.

O que está em jogo, portanto, parece ser mais do que a discordância entre políticos e trabalhadores. É a União Soviética pós-stalinista que se vê em crise com os ideais socialistas. Quem protesta traz a mesma insatisfação que as gerações anteriores sentiram com os czares – sinal do fracasso da revolução e do novo modelo –, e adiciona a isso a defesa de liberdades democráticas e individuais que dialogam com um mundo fora dali.

Caros Camaradas!, mesmo que imperfeito, chega aos cinemas em bom momento. Entre tantas palavras, algumas ajudam a jogar luz sobre o tema da violência policial/militar e sobre as atuais discussões acerca de modelos políticos. Em certo momento, por exemplo, debate-se o papel do exército: proteger o povo contra ameaças externas ou proteger o governo contra o povo, como acabou se tornando o padrão em sociedades pouco democráticas (caham…)? Vale pensar, ainda, nas proximidades gritantes entre governos totalitários em sociedades socialistas e capitalistas – no fim, o abuso de poder será uma constante onde quer que se permita a sua concentração. Seja na Rússia, seja na Alemanha, seja no Brasil.

Lançamentos de filmes e séries em agosto

É hora de dar adeus às férias e dar as boas-vindas ao segundo semestre, com um cardápio já bastante extenso de plataformas de streaming (cortesia de um ano e meio de isolamento geral) concorrendo com o retorno progressivo aos cinemas – de preferência com vacina, máscara e certo distanciamento (melhor deixar a pipoca para daqui a alguns meses).

Nesse mês, as opções estão especialmente variadas. De um lado, a nostalgia corre solta com lançamentos como as quatro temporadas de “A família dinossauro”, no Disney Plus; o polêmico e totalmente falso documentário “As faces da morte”, no Belas Artes à la Carte; e todos os filmes da saga “Crepúsculo”, no Starzplay. Do outro, o cinema traz as maiores novidades: um mix de nacionalidades e sabores no filme-família “Abe”; uma aventura de ficção científica ambiciosa em “Caminhos da memória”, com Hugh Jackman; e um drama feminista árabe (dirigido pela primeira cineasta saudita do mundo) em “A candidata perfeita”. E, entre o antigo e o novo, está a nova versão de “O Esquadrão Suicida”, com Margot Robbie reprisando o papel de Arlequina.


Sesc Digital

5 de agosto
As invasões bárbaras
Em pedaços
Fevereiros

“O encouraçado Potemkin”, de Sergei Eisenstein, é um marco na história do cinema por seu uso da montagem na narrativa de uma rebelião de marinheiros às margens da cidade de Odessa

9 de agosto
[CINECLUBINHO]
– Experimenta – A ciência das crianças
– O ninho do corvo
– Emoticones – A felicidade de Karen
– O trompetista
– Astronauta
– Bebê a caminho

12 de agosto
O encouraçado Potemkin
Rockfield – A fazenda do rock
Dê lembrança a todos


Disney Plus

4 de agosto
Pane Elétrica: curtas originais [SÉRIE – Temporada 2]
Me Encontra em Paris [SÉRIE – Temporadas 1 e 2]
Posso Explicar [SÉRIE – Temporada 1]
Muppet Babies: Hora do Show
Star Wars: Forças do Destino (Curta-metragem) [Temporada 2]
Vampirina Canta Com as Monstrinhas! (Curta-metragem) [Temporada 2]
Lendas da Marvel [SÉRIE – Episódios 10, 11 e 12]

A nova série da Marvel para o Disney Plus será a animação “What If…?”, que coloca os personagens da marca em papéis inesperados

6 de agosto
​​Most Wanted Sharks [DOCUMENTÁRIO]
Sharkcano  [DOCUMENTÁRIO]
What the Shark?  [DOCUMENTÁRIO]
Secrets of the Bull Shark  [DOCUMENTÁRIO]
Meu Nome É Greta [DOCUMENTÁRIO]

11 de agosto
What if…? [SÉRIE]
Operação Big Hero – A Série [SÉRIE – Temporada 3]
Bizaardvark [SÉRIE – Temporadas 1 a 3]

13 de agosto
Star Wars Vintage: A História do Wookie Que Acredita
Star Wars Vintage: Caravana da Coragem
Star Wars Vintage: Ewoks: A Batalha de Endor
A Vida de Cesar Millan [DOCUMENTÁRIO]

Dino, Baby e toda a família Silva Sauro chegam ao streaming neste mês, para matar as saudades dos anos 90

18 de agosto
O mundo dos animais [SÉRIE]
Diário de uma futura presidente [SÉRIE – Temporada 2]
Família Dinossauro [SÉRIE – Temporadas 1 a 4]
Nat Geo Lab [SÉRIE – Temporadas 1 e 2]

20 de agosto
Quando em Roma
Topa em Junior Express: A qual estação vamos?

25 de agosto
Viúva Negra
Disney Gallery / Star Wars: The Mandalorian [SÉRIE – Temporada 2]
Andi Mack [SÉRIE – Temporada 3]
Star Wars Vintage: Droids [SÉRIE – Temporadas 1 e 2]
Truques da Mente [SÉRIE – Temporadas 7 e 8]
A Lenda dos Três Caballeros [SÉRIE]

27 de agosto
Chris Hemsworth: Investigando Tubarões [DOCUMENTÁRIO]


Netflix

1 de agosto
Chico: Artista brasileiro
Star Trek
Masha e o Urso [SÉRIE – Temporada 4]
Show Dogs: O Agente Canino
Darwin’s Game

Sandrah Oh estrela a série “The Chair”, sobre uma mulher que se torna a primeira não-caucasiana a assumir a direção de uma universidade

2 de agosto
Como hackear seu chefe

3 de agosto
Top Secret: OVNIs
Pray Away
Shiny Flakes: drogas online

4 de agosto
Control Z [SÉRIE – Temporada 2]
Cozinhando com Paris Hilton [SÉRIE]
1976: Entre o amor e a revolução
Pompeia
Jobs
Cocaine Cowboys: the kings of Miami

6 de agosto
Hit & run [SÉRIE]
As nove emoções [SÉRIE]
A jornada de Vivo
A nuvem
Duas rainhas

Tathi Lopes e Larissa Manoela interpretam melhores amigas que decidem viajar juntas para fora do país na comédia nacional “Diários de intercâmbio”

8 de agosto
Chorão: Marginal Alado
Hotel Transilvânia 3 – Férias Monstruosas

9 de agosto
Shaman king

10 de agosto
O Souvenir
Untold: Briga na NBA
A Casa Mágica da Gabby [SÉRIE – Temporada 2]

11 de agosto
A barraca do beijo 3

12 de agosto
AlRawabi School For Girls [SÉRIE]
Lokillo: o novo normal
Monster Hunter: Legends of the Guild

13 de agosto
Valéria [SÉRIE – Temporada 2]
Desaparecido para sempre [SÉRIE]
Vosso Reino [SÉRIE]
Beckett
Velozes & Furiosos: espiões do asfalto

O terceiro filme da bem-sucedida franquia “A Barraca do Beijo” estreia em agosto na Netflix

15 de agosto
O Clube das Winx [SÉRIE – Temporada 7]
Bunny Girl Senpai [SÉRIE – Temporada 1]

17 de agosto
Untold: Pacto com o diabo
Go! Go! Cory Carson [SÉRIE – Temporada 5]

18 de agosto
Demais pra mim
Diários de intercâmbio

20 de agosto
The Chair [SÉRIE]
Todo va a estar bien [SÉRIE]
Justiça em família
The Loud House: O Filme

22 de agosto
Bravura Indômita

23 de agosto
The Witcher: Lenda do Lobo

24 de agosto
Untold: Caitlyn Jenner
Bebê Oggy

Com Tanner Buchanan, de “Cobra Kai”, a comédia romântica “Ele é demais” inverte a premissa do clássico teen “Ela é demais”, mostrando um garoto pouco popular que é transformado no “rei da formatura” por uma influencer digital

25 de agosto
Clickbait [SÉRIE]
Post mortem: ninguém morre em Skarnes [SÉRIE]
A Saída [SÉRIE]
João de Deus – Cura e crime

26 de agosto
Reunião de Família [SÉRIE – Parte 4]
EDENS ZERO

27 de agosto
Tiltletown High [SÉRIE]
Ele é demais
O quinto set
Ride on time [SÉRIE – Temporada 3]
Eu ♡ Arlo

31 de agosto
A magia do dia-a-dia com Marie Kondo [SÉRIE]
Good Girls [SÉRIE – Temporada 4]
John DeLorean: visionário ou vigarista?
Untold: Crime e infrações


Belas Artes à la Carte

5 de agosto
O poder de um jovem
Samy e eu
Os sapatinhos vermelhos
A coletora de impostos
Soledade, a bagaceira

Cultuado nos anos 80 por ter sido “banido em 46 países”, “Faces da Morte” reúne imagens chocantes de mortes, acidentes e mutilações – e enganou muita gente por décadas, vendendo a ideia de que tudo ali era real.

12 de agosto
As faces da morte
O pássaro com plumas de cristal
O chicote e o corpo
Repulsa ao sexo
Fábio Leão – entre o crime e o ringue

19 de agosto
Cobb, a lenda
Duas ou três coisas que eu sei delas
A arte da felicidade
O processo do desejo
Muda Brasil

26 de agosto
O lado bom da vida
Fonte da vida
O destino bate à sua porta
Esse mundo é dos loucos
Os senhores da terra

O cinema paraibano é tema de mostra especial no Belas Artes à la Carte em agosto. Na foto, “Seu amor de volta”, de Bertrand Lira

Mostra “O novíssimo cinema da Paraíba” *Gratuito para assinantes e não-assinantes
5 a 18 de agosto
A república das selvas
Sol alegria
Ambiente familiar
Beiço de estrada
Jackson – Na batida do Pandeiro
Rebento
Seu amor de volta (mesmo que ele não queira)
+ Curtas e debates – informações aqui

Mostra Ecofalante de Cinema *Gratuito para assinantes e não-assinantes
11 de agosto a 14 de setembro
Programação completa aqui

Cine Clube Italiano *Gratuito para assinantes e não-assinantes
27 de agosto
Gangue de ladras


Telecine

2 de agosto
Agentes Vanguard
Dança fatal

Vencedor do Oscar de Melhor Filme Internacional em 2021, o dinamarquês “Druk – mais uma rodada” discute os benefícios e malefícios do álcool com ousadia

3 de agosto
Aliens roubaram meu corpo

5 de agosto
Druk – mais uma rodada

6 de agosto
Sozinha

7 de agosto
Milagre na cela 7

10 de agosto
Missão cupido

12 de agosto
Dias melhores

Representante de Hong Kong no Oscar 2021, “Dias Melhores” acompanha uma jovem que tenta se concentrar em seus exames escolares e planejar para o futuro, enquanto lida com bullying e problemas familiares

13 de agosto
Você deveria ter partido

14 de agosto
Synchronic

15 de agosto
L.O.C.A.

16 de agosto
Por um corredor escuro

17 de agosto
Amigas de sorte

18 de agosto
Jiu-Jitsu

19 de agosto
Quo Vadis, Aida?

Também indicado ao Oscar, “Quo Vadis, Aida?” mostra os horrores da Guerra da Bósnia pela perspectiva de uma tradutora da ONU

21 de agosto
The Box – No ritmo do coração

23 de agosto
A nossa canção de amor

27 de agosto
Willy’s Wonderland: Parque maldito

28 de agosto
Não olhe

29 de agosto
Pânico nas alturas


Amazon Prime Video

6 de agosto
Cruel Summer [SÉRIE – Temporada 1]
Val

A nova série “Nove estranhos” (“Nine perfect strangers”) acompanha nove pessoas que se hospedam num resort de luxo sob a promessa de cura e bem-estar, mas encontram algo bem diferente do que esperavam

13 de agosto
Modern Love [SÉRIE – Temporada 2]
Evangelion: 3.0+1.01 Thrice upon a time
Evangelion: 1.11 Você (não) está só
Evangelion: 2.22 Você (não) pode avançar
Evangelion: 3.33 You can (not) redo

15 de agosto
Angry Birds 2 – O Filme

20 de agosto
Nove desconhecidos [SÉRIE – Temporada 1]
Isolados: medo invisível
Safer at home

27 de agosto
Kevin can f*** himself [SÉRIE – Temporada 1]

29 de agosto
Mr. Robot: sociedade hacker [SÉRIE – Temporada 4]


Reserva Imovision

5 de agosto
A balsa

6 de agosto – Documentários
Mais que mel
Lumière: A aventura começa
Jean-Michel Basquiat: a criança radiante
Bergman: 100 anos

Quatro filmes da cineasta francesa Claire Denis entram para o catálogo do Reserva, incluindo o drama “Nenette e Boni”, sobre irmãos que vão viver juntos temporariamente

12 de agosto
Me leve para algum lugar legal

13 de agosto – Coleção Claire Denis
O intruso
Nenette e Boni
Chocolate
Bastardos

19 de agosto
Jumpman

20 de agosto – O primeiro filme de sucesso
Amor à primeira briga
Sem deus
Lucky

26 de agosto
O rio

27 de agosto – Filmes LGBTQIA+
O confeiteiro
Conquistar, amar e viver intensamente
O círculo


Cinema Virtual

5 de agosto
Uma mulher contra um país
Tocados pelo sol

O cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder é o foco do documentário “Fassbinder: ascensão e queda de um gênio”, em cartaz a partir de 26 de agosto no Cinema Virtual

12 de agosto
Apenas nós
No fio da navalha

19 de agosto
A vida sem você
100 Dias de resistência

26 de agosto
Fassbinder: ascensão e queda de um gênio
O lado engraçado da vida


Looke (Vídeo Club)

4 de agosto
O doador de memórias
Renascida das trevas
A lei do mais valente

Baseado em graphic novel francesa, “O expresso do amanhã” mostra uma rebelião dentro de um trem cujos vagões simulam classes sociais, num futuro distópico e gelado

11 de agosto
O terremoto de Spitak
Expresso do amanhã

18 de agosto
O prisioneiro

25 de agosto
O garoto do leito 6
Sem perdão


Paramount Plus

1 de agosto
Goosebumps: monstros e arrepios

11 de agosto
Infinite

18 de agosto
Behind the music [SÉRIE DOCUMENTAL]


Starzplay

1 de agosto
Jumanji: Bem-vindo à selva
Adrenalina

3 de agosto
La La Land

A saga “Crepúsculo”, inspirada nos livros de Stephenie Meyer, chega completa ao Starzplay no mesmo dia: 15 de agosto

15 de agosto
Heels [SÉRIE]
Crepúsculo
A Saga Crepúsculo: Lua Nova
A Saga Crepúsculo: Eclipse
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2


Cinemas

5 de agosto
O diabo branco
Abe
O esquadrão suicida
Mangueira em 2 tempos
Doutor Gama
Piedade
Que mal eu fiz a Deus? 2

“Abe”, com Noah Schnapp (“Stranger Things”) e Seu Jorge, tem direção brasileira e conta a deliciosa história de um adolescente de família meio-palestina, meio-israelense, que vive em Nova York e ama cozinhar

12 de agosto
Jogo do Poder
O Poderoso Chefinho 2: Negócios da Família
Ema
O labirinto
Cavalo
O homem nas trevas 2
O empregado e o patrão
Luana Muniz – filha da lua
Ela e eu
Dois + Dois
Águas selvagens
Shadow

Escrito e dirigido pela co-criadora de “Westworld”, Lisa Joy, “Caminhos da Memória” traz Hugh Jackman como um investigador que usa uma tecnologia futurista para mergulhar em memórias e descobrir o que se esconde no passado

19 de agosto
Caminhos da memória
Nunca mais nevará
Free Guy – assumindo o controle
Eternos companheiros
Uma noite de crime – a fronteira
Heróis do fogo
G.I. Joe Origens – Snake Eyes

Em “A candidata perfeita”, uma médica saudita se candidata a um cargo político na Secretaria Municipal para melhorar as condições de trabalho para si e seus colegas

26 de agosto
Infiltrado
Lamento
Eternos companheiros
A candidata perfeita
Homem onça
Edifício Gagarine
Pedro Coelho 2 – O fugitivo
Intervenção
A lenda de Candyman
Escape Room 2 – tensão máxima
A candidata perfeita

Estreias do fim de semana (23 – 25/07)

O fim de semana está entre nós e, com ele, a chance de assistir um filminho com pipoca no sofá ou, se você já estiver vacinado, na poltrona do cinema. Confira alguns destaques entre as estreias nas mais diversas plataformas:

SWEAT | Mubi

A cultura digital dos influenciadores é examinada de perto no longa “Sweat”, do sueco Magnus Von Horn, estreia da semana na Mubi. O filme acompanha uma blogueira fitness que vive o auge do sucesso online, mas, ao mesmo tempo, sofre com a carência de contato humano verdadeiro, enquanto precisa lidar com um fã obcecado.

CÉU VERMELHO-SANGUE | Netflix

Quando um grupo de terroristas decide sequestrar um avião, no thriller “Céu vermelho-sangue”, da Netflix, eles certamente não esperavam que uma das passageiras fosse, secretamente, uma vampira, que agora está determinada a proteger seu filho e chegar ao seu destino, custe quanto sangue custar.

EM UM BAIRRO DE NOVA YORK | HBO Max

A versão cinematográfica do musical da Broadway “Em um bairro de Nova York” chega ao catálogo da HBO Max, com a trilha composta por Lin-Manuel Miranda. O filme mostra uma comunidade latina dentro da agitada metrópole estadunidense. Lá, o dono de uma bodega economiza cada centavo enquanto sonha com uma vida melhor.

RASHOMON | Belas Artes à la Carte

O clássico de Akira Kurosawa “Rashomon” é o grande destaque do Belas Artes à la Carte. O filme de 1950 conta a história de um mesmo crime a partir de quatro pontos de vista: o de um bandido, uma noiva, um fantasma e um lenhador. Vencedor do Leão de Ouro e indicado ao Oscar pela Direção de Arte

SABOR DA VIDA | Filme Filme

Já a plataforma Filme Filme traz para o catálogo o romance Sabor da Vida, da diretora japonesa Naomi Kawase. O filme acompanha o dono de uma loja de dorayakis – bolinhos japoneses recheados de pasta de feijão – que contrata uma senhora para ajudá-lo, depois de provar seus deliciosos bolinhos. Com a atriz Kirin Kiki, de “Assunto de Família”.


A SOMBRA DO PAI | Sesc Digital

Representante do novo terror brasileiro, “A Sombra do Pai” estreia gratuitamente no site do Sesc, como parte do projeto Cinema Em Casa. O filme é o segundo da diretora Gabriela Amaral Almeida, de “O Animal Cordial”, e conta a história de um pai e uma filha de 9 anos que se tornam distantes após a morte da mãe. Aos poucos, o pai vai se tornando mais ausente e mais ameaçador, enquanto a menina começa a acreditar que pode trazer a mãe de volta à vida.

UM LUGAR SILENCIOSO: PARTE II | Cinemas

Emily Blunt retorna aos cinemas para a segunda parte de “Um lugar silencioso”. No novo filme, sua personagem parte com os três filhos para desbravar o que restou do mundo fora de seu refúgio e encontrar outros sobreviventes. Agora que ela conhece o ponto fraco das criaturas que caçam pelo som, a humanidade pode ter uma chance.

Gostou? Veja a lista completa de lançamentos de julho aqui.

10 Filmes sobre cozinheiros

Se a cozinha é o seu lugar favorito da casa, seus amigos estão sempre se convidando para jantar, e você até andou aproveitando o isolamento para aprender novas receitas, prepare-se para se deliciar com esta lista:


First Cow

O sucesso indie “First Cow”, dirigido por Kelly Reichardt, já está no catálogo do Mubi com um cardápio do tipo “improvisadão”. Ambientado no início do século XIX, o filme conta a história de um cozinheiro que viaja até o extremo Oeste americano procurando começar uma vida por lá. Chegando a um pequeno povoado, ele se une a um imigrante chinês e começa a produzir bolinhos fritos – que parecem bolinhos de chuva –, trazendo a esse ambiente bruto um gostinho de infância e uma lembrança da vida urbana. Os quitutes são um sucesso, mas há um problema: a receita usa leite, só existe uma vaca na região, e ela não pertence a eles.


Meu eterno talvez

Procurando algo mais açucarado? A dica é a comédia romântica “Meu eterno talvez”, em cartaz na Netflix. Com Ali Wong e Randall Park, o filme acompanha um casal de amigos que se conhece desde a infância, mas acaba se afastando e se reencontra depois de 15 anos em posições radicalmente opostas. Ela se tornou uma chef renomada, enquanto ele não conseguiu evoluir muito desde que os dois se viram pela última vez. Será que duas pessoas tão diferentes vão conseguir se entender?


A 100 passos de um sonho

Agora pense num filme com pratos de encher os olhos, dignos de revista. É assim em “A 100 passos de um sonho”: essa é a história de uma família indiana que emigra para a França e decide abrir um restaurante, começando uma rivalidade com seu vizinho de frente: um tradicional restaurante francês que ostenta uma estrela Michelin. 


Julie e Julia

Todo grande cozinheiro precisa começar por algum lugar, não é mesmo? Em “Julie e Julia”, de Nora Ephron, Amy Adams é uma mulher que decide aprender a cozinhar com a ajuda de um livro de receitas da famosa Julia Child, e documenta todo o processo num blog. A história de Child, interpretada por Meryl Streep, vai sendo contada em paralelo, mostrando como ela, também, enfrentou suas dificuldades para entrar nesse mundo até então exclusivamente masculino.


Chef

O multitalentoso Jon Favreau escreve, dirige e protagoniza a comédia inspiradora “Chef”, que tem sabor de comida de rua. No filme, ele vive um chef de cozinha que abandona o trabalho num grande restaurante após receber uma crítica negativa e perceber que não estava feliz. Então, ele decide abrir um food truck junto com seu melhor amigo e o filho, e pegar a estrada.


Ratatouille

Uma das animações mais fofas da Pixar consegue juntar a paixão francesa pela gastronomia e uma das figuras mais temidas por qualquer dono de restaurante: um rato. Pois Ratatouille é justamente sobre um ratinho com talento para a cozinha, cujas intenções são obviamente frustradas por sua natureza. As coisas começam a dar certo quando ele se une a um cozinheiro aprendiz, humano, e começa a levar suas receitas para um respeitado restaurante, sem que ninguém desconfie.


Sem reservas

Passando para uma proposta meio-doce, meio-azeda, recomendamos o romance “Sem reservas”, com Catherine Zeta Jones, Aaron Eckhart e uma pequenininha Abigail Breslin. O filme adota o clichê da mulher bem-sucedida que é temida por todos os seus colegas e não consegue conciliar a vida familiar com a profissional, mas complica a questão ao colocar, na vida da chef Kate, uma responsabilidade repentina: cuidar da sobrinha de dez anos após a morte da irmã. Para piorar, um novo chef é contratado por seu restaurante, e ela teme que ele tenha vindo roubar o seu lugar.


Pegando fogo

Seguindo na linha de chefs problemáticos, que tal conhecer Adam Jones? O chefe de cozinha vivido por Bradley Cooper em “Pegando Fogo” conseguiu arruinar a própria carreira com seu comportamento irresponsável e vício em drogas. Agora, sóbrio e queimado, ele tenta retornar à ativa assumindo o comando de um importante restaurante londrino.


Os sabores do palácio

Falando em trabalhos importantes, você já parou para pensar em quem prepara a comida para as autoridades? Em “Os sabores do palácio”, a chef Hortense Laborie é convidada para ser a cozinheira particular do presidente francês, amante da gastronomia e sedento por novos sabores. Competente e firme em suas escolhas arriscadas, Hortense consegue conquistar seu novo patrão, mas logo perceberá que, num lugar tão cheio de egos e poderes, não é só ele que precisa aprovar seu trabalho… 


The Lunchbox

Para encerrar o menu com aquela “comfort food” de aquecer o coração, sugerimos o indiano “The lunchbox”. Nele, uma dona-de-casa prepara marmitas para o marido numa tentativa de melhorar a relação; mas, certo dia, o almoço é entregue no endereço errado e vai parar nas mãos de um homem solitário, prestes a se aposentar. Depois de explicado o engano, os dois começam a trocar cartas por meio das marmitas e desenvolvem uma profunda amizade, mesmo sem nunca terem se conhecido. 


Já ficou com fome? Então aprecie este vídeo com personagens cozinhando no dia-a-dia em filmes do Studio Ghibli:


Este conteúdo também está no Youtube, numa versão mais enxuta! Siga nosso canal:

Seis filmes para ver no fim de semana (16/07-18/07)

Finalmente, alguns dos maiores lançamentos do ano chegam às telonas e às telinhas para embalar o seu fim de semana, junto com alguns clássicos e uma pérola do outro lado do mundo. Vem ver:

EM CHAMAS | Cinema #EmCasaComSesc 

Esse filmaço sul-coreano está chegando ao site do Sesc, para todo mundo assistir de graça ao longo do próximo mês (e não precisa nem se cadastrar!). “Em chamas” é um suspense psicológico bastante tenso sobre um jovem tímido e uma garota extrovertida, que lhe apresenta um novo amigo – rico, charmoso e com um hobby perigoso.

CRUELLA | Disney Plus 

O filme de origem de uma das vilãs mais malvada da Disney finalmente chega ao catálogo do Disney Plus para todos os assinantes, sem custo extra. O longa traz Emma Stone no papel principal, como uma estudante de moda que tenta se afirmar no competitivo meio artístico na Londres dos anos 1970.

CACHÉ | Reserva Imovision

Nesta semana, o Reserva Imovision traz um especial com cinco filmes do diretor Michael Haneke, entre eles o suspense “Caché”, de 2005. Com Juliette Binoche, o longa acompanha um casal que é ameaçado por uma série de vídeos de vigilância deixados na porta de sua casa. O filme rendeu a Haneke o prêmio de Melhor Diretor em Cannes.

GODZILLA VS. KONG | HBO Max

Uma das grandes novidades no catálogo da HBO Max é a chegada do blockbuster “Godzilla vs. Kong”, que arrecadou quase meio bilhão de dólares nos cinemas mundialmente, durante a pandemia. O filme coloca os dois monstros gigantes frente a frente, numa batalha que pode dizimar a humanidade.

JFK: A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR | Belas Artes à la Carte

Enquanto o diretor Oliver Stone apresenta seu novo documentário  “JFK Revisited” no Festival de Cannes, o filme que deu origem à sua obsessão pelo tema chega ao Belas Artes à la Carte. Em “JFK: A pergunta que não quer calar”, Kevin Costner interpreta um promotor que decide investigar novamente o assassinato do presidente americano John F. Kennedy, e descobre um outro lado da história.

SPACE JAM – UM NOVO LEGADO | Cinemas

A colorida sequência do clássico dos anos 90 “Space Jam” chega aos cinemas, trazendo o atleta LeBron James no papel de um jogador de basquete que é aprisionado num espaço digital junto com seu filho, e precisa da ajuda de personagens animados como Pernalonga e Lola Bunny para vencer um jogo decisivo e sair de lá. 

Gostou? Confira a lista completa de lançamentos de julho aqui.

Estreias do fim de semana – 09/07 a 11/07

Ainda não decidiu o que assistir neste feriado? Aqui vão sete sugestões de filmes e séries que acabaram de chegar às principais plataformas de streamings:

Viúva Negra | Disney Plus (Premier Access) + Cinemas

O filme-solo da heroína mais importante do Universo Cinematográfico Marvel demorou, mas finalmente chegou aos cinemas e ao Disney Plus, via Premier Access. Em “Viúva Negra”, Scarlett Johansson retorna ao papel de Natasha Romanoff, numa história que se passa após os eventos de Capitão América: Guerra Civil, enquanto os Vingadores estão separados. No filme, conhecemos melhor o lado espiã da personagem, que divide a tela com novas figuras interpretadas por Florence Pugh, David Harbor e Rachel Weisz.

Elize Matsunaga: Era uma vez um crime | Netflix

Gosta de um “true crime”? Então a Netflix tem uma nova série para você maratonar: “Elize Matsunaga: Era uma vez um crime”. O documentário em quatro episódios relembra o caso do assassinato de Marcos Matsunaga por sua esposa, Elize, em 2012, e, pela primeira vez, ela tem a chance de contar o seu lado da história. O filme é dirigido por Eliza Capai, do excelente “Espero tua (re)volta”.

Maurice | Belas Artes à la Carte

Especialista em clássicos, o Belas Artes à la Carte traz nesta semana o romance “Maurice”, com Hugh Grant e James Wilby. O longa é dirigido por James Ivory, que foi roteirista de “Me chame pelo seu nome” e comandou diversos filmes de época. Ele adapta um romance de E.M. Foster sobre um jovem britânico rejeitado pelo homem que ama em meio à conservadora sociedade eduardiana, no século XIX.

Simpatia pelo diabo | Reserva Imovision

Já o Reserva Imovision traz como destaque o drama “Simpatia pelo diabo”, um filme de 2019 inspirado numa história real sobre um jornalista francês absolutamente destemido e idealista que cobre o cerco de Sarajevo durante a Guerra da Bósnia. 

O Rebanho | Telecine

No Telecine, a novidade é o suspense “O Rebanho”, que parece uma combinação de “A Bruxa” e “O Conto da Aia”, com um quê de “A Vila”. O filme acompanha uma jovem que cresce dentro de uma comunidade isolada, formada por um homem e muitas mulheres: ali, ele é adorado como uma espécie de salvador, e todas elas são suas esposas ou filhas, vivendo sob regras rígidas e opressivas. É uma receita para o desastre.

Mr. X | MyFrenchFilmFestival

Em homenagem ao Festival de Cannes, que começou na última terça-feira, o MyFrenchFilmFestival está disponibilizando uma seleção de filmes de língua francesa que já passaram pelas edições mais recentes do evento – tudo de graça e online. A programação também traz o documentário Mr. X, ou Mr. Leos Carax, sobre o misterioso e cultuado diretor de “Holy Motors”, que abriu o festival deste ano com seu novo filme “Annette”.

Ascensão | Cinema #EmCasaComSesc

Quem também traz uma programação temática é o Sesc Digital, que, a partir do dia 9 de julho, exibirá quatro filmes dirigidos por cineastas soviéticas, um por semana. O primeiro é “Ascensão”, de Larissa Chepitko, que ganhou o Urso de Ouro em 77 com a história de dois partisans soviéticos capturados por nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Gostou? Veja o calendário completo das estreias de julho aqui.

Estreias do fim de semana – 02/07 a 04/07

Enfim chegou sexta-feira e, com ela, uma variedade de estreias para assistir em casa! No cardápio, tem opções para todos os gostos: a primeira parte da “Trilogia do Medo” na Netflix; o pipocão “A Guerra do Amanhã”, com Chris Pratt; o drama argentino “Maternal”; o documentário “Eu não sou seu negro”; o longa inspirado numa tragédia real “Utoya – 22 de julho”; e a comédia “Freaky – no corpo de um assassino”. 

Gostou? Confira outras estreias do mês no site cadernojota.com.br.