Textos


Filmes e séries

Rádio Jota: Scarlett vs. Disney, incêndio na Cinemateca e Julia Ducournau

Olá, queridos ouvintes! Sejam bem-vindos de volta ao Rádio Jota, o programa de notícias e dicas culturais do Caderno Jota. Se você ainda não conhece o programa, dá uma olhadinha lá no Spotify! Toda semana, tenho dedicado alguns minutinhos a discutir duas ou três notícias culturais, tentando juntar informação e reflexão. Hoje, convido vocês a… Mais

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Ver tudo


Jornalismo e vida acadêmica

Agradecimentos (sinceros)

Estava pensando no quanto odeio agradecimentos em trabalhos acadêmicos, porque sempre soam falsos e burocráticos… Então decidi escrever o que eu realmente gostaria de colocar naquela página, quando entregar minha dissertação daqui a mais ou menos um mês. Talvez eu coloque de verdade… Quem sabe? Gra-ti-dão Agradeço a Ursula K. Le Guin por ter me… Mais

Que jornalismo queremos?

Tenho me feito variações dessa pergunta todos os dias há algum tempo. O que é jornalismo para mim? O que eu espero dele? O que vocês esperam dele? Onde e como “consumimos” (odeio essa palavra) notícias hoje? Onde o jornalismo cultural se encaixa? Em que medida ele precisa ser um pouco publicidade, um pouco opinião,… Mais

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

ver tudo


Para pensar sobre a vida

Antes de viajar

Nunca fui muito de ter medos. Minha mãe vivia falando que eu era meio corajosa demais, coração de barata e tal; e isso, quase sempre, foi verdade. Mas eu tenho pelo menos um pânico muito real. Que é viajar. Não viajar, viajar em si – pegar o avião, o carro, estar num lugar estranho, longe… Mais

Leia-me ou me devoro

Não é que eu não consiga escrever. Mas não tenho conseguido, não é? O último texto que publiquei data de cinco meses atrás, quase exatamente. E, em minha defesa, eu bem que tenho tentado: abro o caderno, o computador, rabisco alguma coisa, sinto-me exposta. Percebo-me ridícula, paro e apago. Desescrevo – o que significa, ironicamente,… Mais

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

ver tudo


Poesia, crônica e contos

Mulheres não fazem poesia

Mulheres não fazem poesia. A poesia meio que brota delas como mato descontrolado, invadindo o espaço inóspito feito bandeirante civilizador. Às mulheres, não cabe escolha senão aceitar, agradecer. Recitar tal qual caixa de som. 

O vento não liga para nada

Nem todos os dias fluem em coerência. Há sábados, por exemplo, que começam com pão e café, mas terminam com punhos apertados e vontade de gritar. O que foi que deu errado entre o nascer e o pôr do sol? Ah, sim, a quarentena…

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

ver tudo


Livros, passeios e outras experiências

Minhas noites com Gigi

“…num instante, como um anjo guardião impedindo o caminho com o esvoaçar de um traje preto em lugar de asas brancas, um cavalheiro desaprovador, prateado e gentil, lamentou em voz baixa, à medida que me dispensava com um gesto, que só se admitiam damas na biblioteca se acompanhadas por um estudante da universidade ou munidas… Mais

Dica de livro: “Adultos”, de Emma Jane Unsworth

“– Você precisa confiar em si mesma. – Não sei em quem confiar, porque não sei quem sou. Tenho trinta e cinco anos, estou na metade do caminho, e ainda estou esperando a minha vida começar.” Adultos, Emma Jane Unsworth Eu ia colocar um título engraçadinho – “Adultos (e outras palavras vagas)” ou algo assim.… Mais

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

ver tudo


Todos os textos

Várias vidas

Vocês já tiveram a sensação de que viveram várias vidas? Recentemente, comecei a rever o anime Cowboy Bebop na Netflix. Queria me preparar para a estreia do live-action com John Cho e, ao mesmo tempo, apresentar ao Gabriel essa que foi uma das minhas séries favoritas na adolescência, quando passava horas explorando a programação exótica… Mais

A descida é sempre mais fácil

Acabo de terminar uma defesa de mestrado sobre três distopias. Enquanto falo sobre a última, mais contemporânea, noto que o problema central é a coexistência entre diferentes espécies, mais diferentes na ideia do que na prática, e o exercício de poder de uma sobre a outra. A obra defende, poeticamente, a urgência por coletividade, por… Mais

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Vídeos